Convidados

Painel I – Redesenhar as cidades, repensar a mobilidade: oportunidade para inovar ou utopia?

Teresa Ponce de Leão, APVE

Teresa Ponce de Leão é Doutorada em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, Docente da FEUP e Investigadora Sénior do INESC Porto. Como Presidente do Conselho Diretivo do LNEG – Laboratório Nacional de Energia e Geologia, é também, em representação do Laboratório, Presidente do Conselho de Administração da APVE.

A Associação Portuguesa do Veículo Elétrico é um organismo público sem fins lucrativos, que tem como missão a promoção da utilização de veículos com propulsão elétrica, (a Bateria, Híbridos ou com Pilhas de Combustível. Os seus objetivos passam por desenvolver atividades no domínio da divulgação, informação, promoção e demonstração de veículos elétricos e na regulamentação e normalização dos mesmos.

 

Sidónio Pardal, Associação Portuguesa dos Urbanistas

Sidónio Pardal é Urbanista, Arquiteto Paisagista e Engenheiro Agrónomo. É ainda  professor da Universidade de Lisboa, Doutorado e com Agregação em Planeamento do Território e autor de obras como o Parque da Cidade do Porto, distinguido em 2001 pela Ordem dos Engenheiros.

A Associação dos Urbanistas Portugueses – AUP, à qual pertence, foi fundada em 1983 com o objetivo de ser representativa dos urbanistas de Portugal. Desde a sua criação tem mantido contactos com várias instituições estrangeirais ligadas ao urbanismo e faz parte do Conselho Europeu dos Urbanistas (CEU), participando por isso nas suas reuniões anuais e colaborando nos seus trabalhos. De momento, e em conjunto com a Associação Portuguesa de Planeadores do Território e com a Associação Profissional dos Urbanistas Portugueses, a AUP está envolvida na fundação da constituição da Ordem dos Urbanistas Portugueses, integrando a sua Comissão Instaladora.

 

Sílvia Amaral, Nissan

Sílvia Amaral é formada em Gestão de empresas com especialização em Marketing. Desenvolveu a sua experiência profissional na área automóvel, estando ligada desde o início a projetos pioneiros de mobilidade elétrica em diferentes marcas. Atualmente é a responsável pelo projeto da mobilidade elétrica da Nissan em Portugal, tendo como foco a sustentabilidade, a mobilidade integrada e soluções inteligentes nas cidades.

A Nissan é uma empresa automóvel Internacional que defende que os condutores e os seus carros devem estar em sintonia com a comunidade, de forma a tornar o mundo num lugar melhor e mais seguro.

 

Painel II – Cidades Sustentáveis, Cidades Resilientes

 

Luís Maria Gonçalves, IHRU

Luís Maria Gonçalves é licenciado em arquitetura pela Universidade Técnica de Lisboa, tendo concluído ainda o FORGEP – Curso de Formação em Gestão Pública, do ISCTE-IUL. Foi Membro da Comissão Liquidatária da CostaPolis, Deputado na Assembleia da República, tendo nesta qualidade sido membro da Comissão de Poder Local, do Ordenamento do Território e Ambiente e da Comissão Eventual para os Incêndios Florestais. Foi ainda Vereador da Câmara Municipal de Lisboa e responsável pela candidatura de Lisboa a Capital Europeia da Cultura de 1994.

Hoje é Presidente do Conselho Diretivo do IHRU, o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana é uma organização focado no desenvolvimento de processos de reabilitação urbana integrada, que através da racionalização de recursos evita intervenções que possam tornar-se contraditórias.

 

 

 

Elisa Tavares, Direção Geral do Território

Elisa Vilares é chefe da Divisão de Desenvolvimento Territorial e Política de Cidades da Direção Geral do Território – DGT.

 

Esta entidade é um serviço central integrado na administração direta do Estado, nomeadamente do Ministério do Ambiente. Este organismo público tem a missão de desenvolver as políticas públicas de ordenamento do território e de urbanismo, respeitando os princípios gerais e objetivos consagrados na Lei de Bases. É ainda uma das obrigações da DGT zelar pela consolidação do sistema de gestão territorial, e pela aplicação e atualização do quadro legal e regulamentar que o suporta, promover e apoiar as boas práticas de gestão territorial, desenvolver e difundir orientações e critérios técnicos que assegurem uma adequada organização, valorização e utilização do território nacional, bem como a criação e manutenção das bases de dados geográficos de referência, sobretudo do Sistema Nacional de Informação Geográfica, do Sistema Nacional de Informação Territorial e do Sistema Nacional de Exploração e Gestão de Informação Cadastral, e ainda a manutenção da rede geodésica nacional e a produção de cartografia nacional de referência.

 

 

João Ribeiro Farinha, FCT-UNL

João Ribeiro é Professor Auxiliar da FCT- Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, Presidente do DCEA, Coordenador do DEA – TADS e Coordenador do DPG – Cidades Sustentáveis.

 

A FCT é uma das três maiores e mais prestigiadas escolas de Engenharia e Ciências do País, reconhecida pela sua investigação de excelência, qualidade dos seus cursos e pela empregabilidade dos seus diplomados. Tem cerca de cerca de 8 000 estudantes e todos os seus cursos estão acreditados pela A3ES (Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior) sendo os de Engenharia reconhecidos pela Ordem dos Engenheiros.

 

Mais informações brevemente disponíveis.